Turismo Atiende turismoatiende@sernatur.cl
 600 600 60 66    +56 9 9458 0453
A rota do vinho no Chile com o olhar dos turistas brasileiros

A rota do vinho no Chile com o olhar dos turistas brasileiros

Por: Gabriela Salina - 28 dezembro, 2021

O Chile continua entre nossos países favoritos. No início de 2019 fizemos uma viagem e cruzamos o país de norte a sul, revisando regiões conhecidas e explorando novas paisagens. Como somos amantes de um bom vinho, vivenciamos alguns dos melhores momentos desta viagem na Rota do Vinho no Chile.

Já tivemos a oportunidade de conhecer muitos lugares maravilhosos no mundo, mais desde o Atacama a Torres del Paine, encontramos belezas naturais incríveis e infraestrutura turística perfeita.

O país possui limites naturais que proporcionam ótimas condições para a viticultura. Com a Cordilheira dos Andes ao leste, el Pacífico ao oeste, o Deserto do Atacama ao norte e a Patagônia ao sul, Chile central tem um clima privilegiado e está isolado de eventuais pragas. Além disso, possui algumas vantagens que permitem aos produtos ter excelentes benefícios de custo, como impostos baixos e baixo valor da terra, comparado aos vinhedos de Estados Unidos e da Europa.

A uva mais característica do Chile é o Carmenere. Original da França, foi extinta há décadas em seu país de origem e redescoberta em solo chileno no início dos anos 90. Cabernet Sauvignon, Syrah e Malbec também são cepas altamente cultivadas no país mais desenvolvido da América do Sul.

Rutas del Vino en Chile

Degustação de vinhos e queijos

Após grandes investimentos no desenvolvimento da qualidade dos seus vinhos nas últimas décadas, o Chile atualmente se destaca no mercado internacional como um grande produtor e exportador dessa bebida; o enoturismo, por sua vez, também desempenha um papel de destaque, atraindo visitantes de todo o mundo.

Os melhores vinhedos chilenos estão muito bem estruturados para receber os visitantes. Com vários tipos de passeios e degustações, mesmo para quem não é amante desta bebida. Além disso, alguns dos melhores hotéis e restaurantes das regiões fazem parte do complexo desses vinhedos. Tivemos experiências inesquecíveis e queremos compartilhar com você alguns deles.

Vale do Maipo

O Vale do Maipo fica a apenas 40 km de distância do centro de Santiago e abriga o maior número de vinhas do Chile. É um passeio imperdível da capital, pois além das belezas naturais na região, oferece passeios muito interessantes.

É o caso da Concha y Toro, a mais tradicional e conhecida entre nós, brasileiros. Com ampla gama de rótulos, dos mais simples aos mais elaborados, agrada a todos os gostos e bolsos.

Entre os vinhos mais premiados está o excelente Don Melchor, um dos nossos preferidos. Oferece diversos tipos de vivências, em meio à excelente estrutura Tour. Almaviva, um vinhedo criado em associação com o Barão francês Philippe de Rothschild, também produz vinhos de excelente qualidade, como o Epu e o próprio Almaviva.

Vale do Casablanca

A meio caminho entre a capital e Viña del Mar, o Vale de Casabalca é outra viagem perfeita de ida e volta de Santiago. A apenas 100 km de distância, possui as condições mais adequadas para o cultivo de Chardonnay e Sauvignon Blanc. Como consequência, nesta região a produção de brancos, apesar de os vinhedos do Chile serem reconhecidos principalmente pela qualidade de vinhos vermelhos.

Fizemos um tour em Quintay, Indómita Matetic, onde tivemos uma aula sobre o processo de produção de vinhos orgânicos e biodinâmicos. Ficamos impressionados com toda a estrutura da vinha e sua beleza. Num total de mais de 10.000 hectares, apresenta uma estrutura turística impecável e excelentes vinhos. Eles oferecem várias experiências, incluindo caminhadas e passeios de bicicleta. As degustações também são diferenciadas, podendo ser realizada na varanda com vista para os vinhedos ou na bela sala de degustação subterrânea.

Vale do Casablanca

Por fim, visitamos o restaurante do complexo, Equilíbrio, a poucos quilômetros da sede. Num ambiente de paz e tranquilidade, as mesas têm vista para um lago e jardins muito bem cuidados. Nosso almoço foi perfeito em cada detalhe, com pratos deliciosos e harmonizados com excelentes vinhos da casa. Complementando a estrutura, o sofisticado Hotel La Casona possui 10 amplas suítes, instaladas na antiga casa de autoridades fiscais.

Voltamos apaixonados pela região e já temos uma lista de vinhas para visitar numa próxima oportunidade. Entre eles, Emiliana, Casas del Bosque, Viña Mar, Quintay, William Cole e Indómita. Definitivamente precisamos voltar com mais calma!

Vale do Colchagua

Más distante de Santiago, es una región vinícola menos frecuentada por brasileños y la que más nos encantó. Sea por la belleza natural, por la calidad de los vinos y estructura de las viñas, quien conoce Colchagua tiene siempre buenos motivos para volver. Visitamos seis viñas y sabemos que aún hay mucho que explorar.

Casa Silva, entre las más antiguas y premiadas viñas de Chile, produce algunas de nuestras etiquetas preferidas. Equilibra con maestría tradición y modernidad, respetando su historia y origen. El tour presenta los viñedos, el proceso productivo y otras dos pasiones de los propietarios: caballos y autos antiguos. El excelente restaurante y el elegante hotel, instalado en la antigua casa de familia, complementan la visita.

Clos Apalta recibe a sus visitantes con el mismo cuidado con que prepara sus vinos orgánicos, reconocidos entre los mejores del mundo. Impresiona por la arquitectura y por la atención, en todos los puntos de interacción con los visitantes.  Posee un hotel boutique y un restaurante sensacional, ¡donde tuvimos uno de los mejores almuerzos armonizados de la vida! Ambos con vista desde lo alto para los viñedos, despiertan el deseo de quedarse siempre un poco más.

Valle de Colchagua

Viu Manent, a mais visitada entre os brasileiros, faz jus à sua boa reputação. Além de produzir excelentes vinhos, dá aulas de verdadeira história e viticultura nas suas viagens. Como se não bastasse, é o lar de um dos melhores restaurantes da região: o Rayuela. Com paredes de vidro, visíveis para os vinhedos e redes ao seu redor, será o fechamento perfeito para esta experiência especial. Além disso, os pratos são absolutamente deliciosos!

Neyen encanta não só pelos vinhos, mas também pela estrutura. Eles destacam a harmonia entre edifícios e vinhas centenárias com instalações contemporâneas. Entre muitas informações interessantes, eles ensinam durante o passeio para identificar o tipo de uva pelas folhas das vinhas. No final, uma degustação diferenciada e harmonizada com chocolate meio amargo. Surpreendentemente delicioso!

Conhecer a Viña Montes faz parte da lista de desejos de todo apreciador de um bom vinho. Entre os melhores vinhedos do Chile, foi um dos pioneiros no processo de modernização e melhoramento dos vinhos do país.

Com avaliações superiores a 90 pontos, seus rótulos são exportados para mais de 100 países. Além de passear por belos vinhedos, vale a pena conhecer a vinícola, onde os vinhos envelhecem em barricas de carvalho ao som de cantos gregorianos. Nós recomendamos conciliar o passeio com um almoço em Fuegos de Apalta, restaurante especializado em bifes servidos pelo renomado chef Francis Mallman.

Para encerrar as visitas aos vinhedos chilenos com chave de ouro, fomos a Viña Santa Cruz. Como bem o expressam, uma experiência mágica numa vinha com corpo e alma. O corpo são seus vinhedos e adega, e a alma é representada por homenagens às culturas pré-hispânicas. Além de instalações muito agradáveis, são inúmeras as opções, de acordo a expectativas e grupos.

De passeios em família a dias românticos para casais, você pode escolher entre atividades como caminhada, passeio de carruagem, teleférico, enólogo por um dia, visita aos museus de etnias indígenas, museu de carros antigos e motocicletas, entre outros. É possível até mesmo fazer um tour pelo Centro Astronômico do complexo. Obviamente o fim deve ser a degustação de alguns dos melhores vinhos da casa. O restaurante Viña Santa Cruz, que oferece especialidades chilenas com toque gourmet, também está entre os melhores da região.

Quando visitar os vinhedos do Chile

Esses destinos podem ser visitados ao longo do ano, e a cada temporada você vai descobrir encantos diferentes. A primavera e o outono trazem a cor das folhas da uva. Enquanto que na época das flores predominam diferentes tons de verde, na outra os vinhedos adotam colorações amarelas e avermelhadas. O frio do inverno e as montanhas cobertas pela neve despertam um clima propício a degustações e romance. O verão já traz, além de altas temperaturas, vida e sabor. É no início da colheita, quando as vinhas estão carregadas de uvas e há festas para celebrar .

Em suma, você encontrará bons motivos para amar a rota dos vinhedos do Chile em todas as estações. Apesar de termos conhecido muitos vinhedos, temos uma lista que explorar em cada região, e que nos motiva a planejar nossas próximas viagens.

Se gostou deste artigo, partilhe-o


Artigos que lhe possam interessar